PAN SONIC
Quando em 1990 pediram ao patrão da Blast First que arriscasse prever novas “cenas” musicais, a sugestão do editor britânico deixou os jornalistas estupefactos, ouviu-se Panasonic. Hoje, e depois de várias obras editadas, algumas em importantes regimes de colaboração, Miko Vainio e Ilpo Vaisanen encerram alguma da mais excitante música electrónica dos últimos dez anos. Minimal e ambiental, mas ainda assim física, confrontadora e… promíscua. Promíscua o suficiente para se deixar infectar pela frieza do techno, pela austeridade do rock do menos afável, ou pela invenção da música contemporânea mais insolente. Miko Vainio e Ilpo Vaisanen, vem demonstrar como o quádruplo Kesto é certamente um dos melhores discos do ano.




DANI SICILIANO
Likes ... é o primeiro trabalho a solo de Dani Siciliano, editado no princípio do ano, reuniu consensualmente a opinião favorável do público e dos media, ofuscando o facto de Dani ser a “voz” e a esposa de Herbert. Dani tem agora a sua própria voz, reforçando por um lado as suas vocalizações únicas, um misto de influências jazzísticas com tecnologias e samplers e por outro lado uma predominante vertente instrumental. A sua escrita minimal aliada à sua voz melódica, transforma qualquer espectáculo num ambiente intimista.




TREVOR JACKSON (PLAYGROUP)
Reconhecido como talentoso Remixer, Trevor Jackson é o dono da Output records e o Projecto Playgroup. Como “The Underdog Jackson” remisturou bandas como U2 a Massive Attack. Mas foi como Designer de capas de albuns que Trevor Jackson iniciou a sua carreia profissional. Já nesta década, Jackson conhece sucesso com o Projecto Playgroup, que o leva a entrar no circuito mainstream de club dj’s, a par de consolidar o seu catálogo da Output que já equaciona mais de 40 releases, entre elas Blackstrobe e Four Tet. Aguardamos o Output do seu Dj Set.




FUNKSTÖRUNG
Este duo de Rosenheim, com algumas obras imperscindiveis a uma boa colecção de electrónica, remisturam e produzem algumas das mais talentosas figuras artísticas internacionais. Desde Bjork, Lamb, ao último álbum de Jay Jay Johanson’s “Antenna”. Chris de Luca e Michael Fakesh, lançaram este ano “Disconnected” com a voz de Enik a sobresair no single do mesmo nome, culminando a primeira fase do projecto Isolated. Funkstorung vão demonstrar a sua plataforma de som electrónico e visuais de vanguarda, com a exibição de “Isolated, Funkstorung Triple Media”, DVD/Livro.




MIRA CALIX
Natural de Durban, África do Sul, Mira Calix é, como todos nós, alguém moldado por experiências em lugares e tempo distintos. Foi DJ e trabalhou na editora Warp a mesma que vai hoje editando os seus discos. O seu primeiro trabalho “One On One” derivava de um interesse pela experimentação com os sons da guitarra, numa clara alusão aos movimentos do post-rock britânico, Mira Calix compunha assim canções capturando os gestos da natureza. Já em Skimskitta e Nunu, lançados, respectivamente, em 2002 e no ano passado, pela Warp Records, o que encontramos é como que um processo de tecelagem, que se prolonga a longo de todas as faixas, encadeando-as e preenchendo todo os lugares possíveis com o som. Insinuam canções que vêm de todos lugares possíveis.




BULLLET
Com tantos “l’s” como classe, os Bulllet são um projecto de hip hop instrumental, de músicas de recorte “clássico” com um refinado sentido orquestral, em ambientes “late seventies”. Presentes no sónar edição de 2004, apresentaram o recém editado "Torch Songs for Secret Agents" de Bulllet, o alter ego artístico do espião Vladimir Orlov aka Armando Teixeira.




JUANA MOLINA
Radicada após 2001 em Los Angeles, só conheçe a internacionalização com o seu segundo trabalho “Segundo”. Canções pop, levemente electrónicas e de uma simplicidade aflitiva, ao som da sua guitarra acústica, Juana vai encantando o mundo. Sempre em espanhol, recebendo o prémio de melhor disco de World Music em 2003 pelo Entertainment Weekly e acaba de ser nomeada para os Shortlist Prize (equivalente aos Mercury Awards) de 2004. “Tres Cosas” é o seu ultimo trabalho editado na Europa pela Domino este ano, em que a artista refina a qualidade da composição e da escrita. Esteve no Sonar 2004 em Barcelona.




MICRO AUDIO WAVES
Revelado ao público em 2000, o projecto é composto por dois importantes nomes da música pop-rock portuguesa dos anos 80 e por uma sedutora voz feminina. São eles Flack e Carlos Morgado, dos Rádio Macau, e Claudia Ribeiro. Todas estas transformações estão espelhadas na perfeição no novo registo do trio, de nome No Waves, editado em 2004 sob o selo da N_Records.




ANN SHENTON
Large Number/ex-ADD N to (x)). Após o fim dos Add N to (X), Ann Shenton ficou com um Moog, Korg ms20, theremin e uma velha caixa de ritmos CR68. Raptou o ex- baterista dos Add N to (X), Rob Allum, reuniu uma banda nova e em 1814400 segundos gravou “Spray On Sound”.Propõe-se agora, a criar uma folk-electrónica, sem restrições.




DJ SST (K7)
É Dj de vários eventos !K7 pelo mundo fora, como o !K7 Clash/MTV mash, Isle of MTV, e vários palcos !k7. Remisturou este ano o Cd MTV Mash presents !k7 Clash, uma reminiscência dos seus Dj sets, duelos entre A&R’s no Golden Pudel Klub, entre Stefan e o a&R Steve Bekett da Warp.A !K7, nasce em 1996 a par da edição das compilações DJ-Kicks , afirmou-se como uma Label independente de topo. Sem restrições categóricas, a !K7 edita música electrónica de qualidade e aposta no talento dos artistas.




NICORETTE
A dupla Nicorette, constituida por Silvio Rosado e Carla Lickfold , formou-se há pouco mais de um ano, após o desafio lançado por Miguel Cardona (Lisbon City Records). Entre o equilibrio e o caos surgiu Eternal Premiére de Nicorette, que nada tem a ver com um certo remédio para deixar de fumar...).




THE ULTIMATE ARCHITECTS
Um colectivo de 6 amigos constituem The Ultimate Architects, nome da primeira maquete lançada em 2001, recebida entusiasticamente pelos media, deixou adivinhar a produção do primeiro EP “ELEVATA” editado este ano. Minuciosos na concepção artistica, apresentam-se ao vivo com uma forte componente multimédia.




POST HIT
POST HIT é uma banda que se formou em Novembro de 2002, integrada por Paulo Scavullo (voz), Rui Pires (teclas) e Sebastião Teixeira (guitarra). Explorando sonoridades que vão da electrónica à pop, com uma atitude de certo modo “retro”, no projecto dos POST HIT são vários os universos que se cruzam: dos discos de vinil à moda, do glamour à arte, da futilidade urbana ao trash movie. Os POST HIT encontram-se em estúdio com o produtor Armando Teixeira a finalizar as gravações do álbum de estreia que está previsto para o final do ano.